• Geração de Empregos

Notícias

17/05/2019 17:25

Empresa instalada no Parque Tecnológico é finalista do Prêmio Nacional de Inovação

Mais uma vez, a Bahia é destaque quando o assunto é inovação. A Topos Informática, empresa instalada desde 2012 no Parque Tecnológico da Bahia é finalista do Prêmio Nacional de Inovação, iniciativa da Confederação Nacional da Indústria (CNI), do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro, Pequenas Empresas (Sebrae) e da Mobilização Empresarial pela Inovação (MEI). Os vencedores serão conhecidos no dia 10 de junho, no 8º Congresso de Inovação, que acontece em São Paulo. As empresas concorrem a R$ 150 mil pré-aprovados no Edital de Inovação para a Indústria e a uma imersão internacional em um ambiente de inovação.

A 8º edição do prêmio recebeu inscrição de 1.746 empresas, entre as quais apenas 27 foram selecionadas para a etapa final, após um rigoroso processo que contou com entrevistas e visitas técnicas. A premiação é dividida em cinco categorias: gestão da inovação, inovação de produto, inovação de processo, inovação organizacional e inovação em marketing. Já por modalidades, são três modalidades: Micro e Pequenas Empresas (MPEs), médias empresas e grandes empresas. Algumas das finalistas concorrem em mais de uma categoria, caso da Topos Informática que concorre em três das cinco na modalidade MPEs: processo, organizacional e gestão da inovação.

A Topos Informática, presente no mercado de TIC há mais de 26 anos, atua principalmente como consultora em TI e fábrica de software. Em 2017, a empresa desenvolveu um produto chamado Portal de Inovação, principal promotor da gestão da inovação na empresa, segundo Ramon Santos, Chief Inovation Officer da Topos. Ele acredita que estar entre os finalistas do Prêmio Nacional de Inovação é a comprovação de que a Topos está no caminho correto e capacitados para implementar o software em variados negócios, podendo promover a gestão da inovação a nível nacional em diversas empresas.


Entre os finalistas, há representantes de nove estados. Eles foram selecionados por uma banca de juízes composta por representantes da CNI, do Sebrae, além dos parceiros institucionais do prêmio, como Instituto Euvaldo Lodi (IEL), Serviço Social da Indústria (SESI), Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI), Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), Movimento Brasil Competitivo (MBC), Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), Associação Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento das Empresas Inovadoras (Anpei), Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec), Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii).

Fonte: Ascom Secti

Arquivo anexado:

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.