• Edital de Sementes Crioulas
  • Edital de Sementes Crioulas
  • Novs sedes e visturas reforçam segurança no Sudoeste
  • Dia D

Notícias

18/09/2017 10:40

Seplan Apresenta SVO no Instituto de Engenharia de São Paulo

Apresentar o potencial do desenvolvimento socioeconômico do Sistema Viário Oeste, este foi objetivo da comitiva da Secretaria do Planejamento coordenada pelo vice-governador e secretário do Planejamento, João Leão e pelo coordenador do projeto SVO, Paulo Henrique que participaram na sexta-feira, (15), no Instituto de Engenharia de São Paulo, na capital paulista o Seminário: Sistema Viário Oeste (SVO) – Ponte Salvador-Ilha de Itaparica – Governo da Bahia.

O Sistema Viário Oeste que engloba a Ponte do Desenvolvimento, entre os municípios de Salvador e Itaparica, criará um novo vetor de desenvolvimento no estado, impactando 4,4 milhões de habitantes de 45 municípios da Bahia. Com a criação da ponte e demais intervenções viárias presentes no projeto, a Ilha de Itaparica, os territórios do Recôncavo, Sul e o Baixo Sul, que hoje apresentam Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) próximo das regiões mais pobres do estado, terão seu crescimento socioeconômico estimulado.

Orçada em R$ 8 bilhões, a Ponte do Desenvolvimento impactará na região com investimentos públicos e privados três vezes maiores do que os recursos gastos na obra, que tem previsão de duração quatro anos. Para isto, o plano de desenvolvimento da região prevê o estímulo a áreas como educação, saúde, segurança pública, logística, indústria naval, turismo, agricultura, comércio e construção civil.

Para o vice-governador João Leão a construção deste sistema deixará a Bahia ainda mais forte como potencia econômica no Brasil “Primeiramente eu quero agradecer em nome do governador Rui Costa esta oportunidade que o Instituto tem nos dado para apresentar o SVO e dizer que hoje o estado de São Paulo é a grande locomotiva econômica do país. O que o governo da Bahia quer e vamos conseguir através da construção do SVO é nos tornar a segunda locomotiva econômica do Brasil. Ficando atrás apenas de São Paulo ou quem sabe andando ao lado” ressaltou Leão.

Além do desenvolvimento socioeconômico, a implantação do sistema viário trará outros benefícios para a Bahia. Entre eles, está o encurtamento das distâncias entre Salvador e diversas cidades, que ficarão até 70% mais próximas pela via rodoviária. A presença da ponte criará também uma nova alternativa de entrada em Salvador, ampliando a infraestrutura logística do estado, em conjunto com outras iniciativas em desenvolvimento como o Porto Sul e a Ferrovia Oeste-Leste.

O presidente do Instituto de Engenharia de São Paulo, Eduardo Lafraria agradeceu a presença do vice-governador Leão e ressaltou a importância do projeto para o desenvolvimento do Brasil “Fico muito feliz com a vinda do vice-governador Leão ao Instituto de Engenharia para nos apresentar este importante projeto que eu digo que é um projeto de Brasil. Precisamos olhar para frente e investir na construção civil e pensar nisso como um projeto de Brasil” salientou Lafraria.

O coordenador do projeto Sistema Viário Oeste, Paulo Henrique apresentou tecnicamente o sistema aos engenheiros e convidados presentes, que terá a segunda maior ponte sobre o mar da América Latina com seus 12,2 km de extensão, seis faixas de tráfego e duas pitas de acostamento, com sua altura aproximada de 125 metros e o vão central estaiado de 550 metros a Ponte Salvador-Ilha de Itaparica ocupará a 23° posição num ranking mundial de pontes sobre mar, rio e baía.

O Sistema Viário Oeste encurtará a ligação de Salvador com a região oeste do Estado da Bahia, conectando Salvador às Rodovias BR-242, BR-101 e BR-116. Estão previstos no projeto a requalificação da BA-001 na Ilha de Itaparica e construção de via alternativa para tráfego pesado, duplicação da Ponte do Funil, entre Vera Cruz e Jaguaripe duplicação da BA-001 e BA-046 até Santo Antônio de Jesus, construção de trecho de rodovia entre Santo Antônio de Jesus e Castro Alves (aproximadamente 27 km) e entre Castro Alves e a BR-116 (aproximadamente 24 km).

O Instituto de Engenharia é uma sociedade civil sem fins lucrativos constituída por personalidades importantes da engenharia, firmando-se como uma das mais conceituadas entidades do ramo no Brasil.

Em sua sede em São Paulo, são realizados diversos eventos, cursos, palestras e visitas técnicas com o objetivo de promover a troca de informações e o desenvolvimento da qualidade e da credibilidade dos profissionais e a valorização da engenharia e o avanço científico e tecnológico do país.Vice-governador Apresenta Ponte do Desenvolvimento no Instituto de Engenharia de São Paulo

Apresentar o potencial do desenvolvimento socioeconômico do Sistema Viário Oeste, este foi objetivo da comitiva da Secretaria do Planejamento coordenada pelo vice-governador e secretário do Planejamento, João Leão e pelo coordenador do projeto SVO, Paulo Henrique na sexta-feira, (15), no Instituto de Engenharia de São Paulo, na capital paulista para participar do Seminário: Sistema Viário Oeste (SVO) – Ponte Salvador-Ilha de Itaparica – Governo da Bahia.

O Sistema Viário Oeste que engloba a Ponte do Desenvolvimento, entre os municípios de Salvador e Itaparica, criará um novo vetor de desenvolvimento no estado, impactando 4,4 milhões de habitantes de 45 municípios da Bahia. Com a criação da ponte e demais intervenções viárias presentes no projeto, a Ilha de Itaparica, os territórios do Recôncavo, Sul e o Baixo Sul, que hoje apresentam Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) próximo das regiões mais pobres do estado, terão seu crescimento socioeconômico estimulado.

Orçada em R$ 8 bilhões, a Ponte do Desenvolvimento impactará na região com investimentos públicos e privados três vezes maiores do que os recursos gastos na obra, que tem previsão de duração quatro anos. Para isto, o plano de desenvolvimento da região prevê o estímulo a áreas como educação, saúde, segurança pública, logística, indústria naval, turismo, agricultura, comércio e construção civil.

Para o vice-governador João Leão a construção deste sistema deixará a Bahia ainda mais forte como potencia econômica no Brasil “Primeiramente eu quero agradecer em nome do governador Rui Costa esta oportunidade que o Instituto tem nos dado para apresentar o SVO e dizer que hoje o estado de São Paulo é a grande locomotiva econômica do país. O que o governo da Bahia quer e vamos conseguir através da construção do SVO é nos tornar a segunda locomotiva econômica do Brasil. Ficando atrás apenas de São Paulo ou quem sabe andando ao lado” ressaltou Leão.

Além do desenvolvimento socioeconômico, a implantação do sistema viário trará outros benefícios para a Bahia. Entre eles, está o encurtamento das distâncias entre Salvador e diversas cidades, que ficarão até 70% mais próximas pela via rodoviária. A presença da ponte criará também uma nova alternativa de entrada em Salvador, ampliando a infraestrutura logística do estado, em conjunto com outras iniciativas em desenvolvimento como o Porto Sul e a Ferrovia Oeste-Leste.

O presidente do Instituto de Engenharia de São Paulo, Eduardo Lafraria agradeceu a presença do vice-governador Leão e ressaltou a importância do projeto para o desenvolvimento do Brasil “Fico muito feliz com a vinda do vice-governador Leão ao Instituto de Engenharia para nos apresentar este importante projeto que eu digo que é um projeto de Brasil. Precisamos olhar para frente e investir na construção civil e pensar nisso como um projeto de Brasil” salientou Lafraria.

O coordenador do projeto Sistema Viário Oeste, Paulo Henrique, apresentou tecnicamente o sistema aos engenheiros e convidados presentes, que terá a segunda maior ponte sobre o mar da América Latina com seus 12,2 km de extensão, seis faixas de tráfego e duas pitas de acostamento, com sua altura aproximada de 125 metros e o vão central estaiado de 550 metros a Ponte Salvador-Ilha de Itaparica ocupará a 23° posição num ranking mundial de pontes sobre mar, rio e baía.

O Sistema Viário Oeste encurtará a ligação de Salvador com a região oeste do Estado da Bahia, conectando Salvador às Rodovias BR-242, BR-101 e BR-116. Estão previstos no projeto a requalificação da BA-001 na Ilha de Itaparica e construção de via alternativa para tráfego pesado, duplicação da Ponte do Funil, entre Vera Cruz e Jaguaripe duplicação da BA-001 e BA-046 até Santo Antônio de Jesus, construção de trecho de rodovia entre Santo Antônio de Jesus e Castro Alves (aproximadamente 27 km) e entre Castro Alves e a BR-116 (aproximadamente 24 km).

O Instituto de Engenharia é uma sociedade civil sem fins lucrativos constituída por personalidades importantes da engenharia, firmando-se como uma das mais conceituadas entidades do ramo no Brasil.

Em sua sede em São Paulo, são realizados diversos eventos, cursos, palestras e visitas técnicas com o objetivo de promover a troca de informações e o desenvolvimento da qualidade e da credibilidade dos profissionais e a valorização da engenharia e o avanço científico e tecnológico do país.

Fonte: Ascom Seplan

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.