• Seleção Reda Saeb - Edital 001/2017
  • Prêmio de boias práticas 2017
  • São João da Bahia

Notícias

20/04/2017 08:50

Seminário capacita gestores para PPA municipal

Prefeitos e gestores de planejamento municipais de todo o Estado da Bahia participaram, nesta quarta-feira (19), do Seminário “Planejamento, Cenário e Oportunidades para o PPA Municipal 2018-2021” realizado na Sede da União dos Municípios da Bahia (UPB), em Salvador. O evento, realizado em parceria pela Secretaria Estadual do Planejamento (Seplan), Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) e União dos Municípios da Bahia (UPB), é parte das atividades de preparação dos municípios baianos  para a construção dos seus Planos Plurianuais Municipais 2018-2021 (PPA-M 2018-2021).

Na abertura do evento o Governador do Estado, Rui Costa, defendeu a priorização de ações que efetivamente mudarão a vida das pessoas e destacou a necessidade, por parte dos municípios, de alinhamento com os planejamentos dos governos federal e estadual. “Acho que é preciso mobilizar os atores econômicos locais entorno de ações que garantam o desenvolvimento da Bahia. É importante neste momento de crise institucional alinhar os planejamentos dos governos federal, estadual e municipais para que agente possa melhorar a vida da população”.

O vice-governador do estado e secretário do Planejamento, João Leão, incentivou os gestores municipais a captarem recursos que possam financiar projetos que garantam o aumento das receitas municipais. “Vocês não devem ter medo de contrair empréstimos, mas é importante que esses recursos sejam bem aplicados para que, de fato, aumentem as receitas municipais”, alertou.

Leão destacou ainda a importância dos consórcios públicos para o desenvolvimento dos municípios baianos e mostrou-se otimista com o andamento do projeto do Sistema Viário Oeste, cuja principal obra é a construção da ponte SSA-Itaparica.

Ainda durante a manhã, o Superintendente de Planejamento Estratégico da Seplan, Ranieri Muricy, ministrou a palestra Planejamento e Desenvolvimento: O PPA-M como ferramenta de articulação e desenvolvimento regional . Muricy destacou a importância da metodologia de planejamento adotada a partir do governo Wagner. “A partir do governo Jacques Wagner, incorporando a metodologia do Governo Federal, a Bahia bolou uma metodologia de planejamento em que você passa a planejar a partir da sua própria lógica, com os próprios recursos que você dispõe e com os próprios atores que você dispõe para evitar que outros atores que não conhecem o local possam pensar a realidade, então a ideia é que o próprio prefeito possa, junto com a sua equipe, junto com o público da sua cidade, pensar o seu planejamento de curto, médio e longo prazo” explica.

No período da tarde foram realizadas duas mesas temáticas: “Cenário socioeconômico para a Bahia” e “Cenário de oportunidades para os municípios”.
De acordo com Regina Dantas, membro da Coordenação Estadual de Territórios, este é o momento de consolidar nos PPA´s municipais o que foi construído nos Planos Territoriais de Desenvolvimento. “Os Planos Territoriais de Desenvolvimento trazem todas as necessidades que o município precisa para se desenvolver em todas as áreas, portanto devem ser a base para construção dos Planos Plurianuais Municipais” afirma. 

Curso de Elaboração do PPA Municipal  

Em continuidade às atividades de preparação para o PPA-M, a Seplan, em parceria com a Uefs e com a UPB, realizará ainda, durante o mês de maio, o Curso de Elaboração do PPA Municipal. O curso, que será ministrado pelo corpo técnico da Uefs e irá atender a todos os territórios de identidade baianos, será realizado em cinco municípios estratégicos: Feira de Santana, Juazeiro, Vitória da Conquista, Itabuna e Lençóis.

De acordo com reitor da Uefs, Evandro Silva, a participação da instituição neste projeto é fruto de uma preocupação, por parte da universidade, de cumprir o seu papel social. “Nós consideramos que ao participar nesta parceria com a Seplan para  a realização deste curso, nós estamos dando uma contribuição para que os municípios se capacitem melhor para elaborar seus planejamentos  e que a partir daí uma melhor estratégia para o desenvolvimento municipal resulte em um melhor desenvolvimento social, econômico e cultural para o estado da Bahia”. 


 

Fonte: Ascom Seplan

Arquivo anexado:

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.