• SEMINÁRIO: SISTEMA VIÁRIO OESTE (SVO) – PONTE SALVADOR-ILHA DE ITAPARICA – GOVERNO DA BAHIA
  • Novs sedes e visturas reforçam segurança no Sudoeste
  • recadastramento 2017

Notícias

13/12/2016 16:30

Seplan lança sistema de planejamento

A Secretaria Estadual do Planejamento (Seplan) lançou oficialmente na tarde desta terça-feira (13), no auditório do Centro de Operações e Inteligência de Segurança Pública 2 de Julho, o Sistema Estadual de Planejamento e Gestão Estratégica (Sepege). O lançamento aconteceu durante o I Encontro da Rede de Planejamento do Estado da Bahia.

O Sepege substitui o atual Sistema Estadual de Planejamento (SEP) se constituindo como uma ferramenta capaz de alcançar todo o poder executivo, envolvendo planejamento, execução, acompanhamento, monitoramento e avaliação das diretrizes, políticas, programas e ações do governo. A intenção é levar o planejamento estratégico e a gestão do Estado para dentro todas as secretarias, para facilitar o desdobramento em ações, o acompanhamento e a avaliação qualitativa e quantitativa da gestão por parte da Seplan.

De acordo com o chefe de gabinete da Seplan, Cláudio Peixoto, a expectativa com o lançamento do Sepege é de fortalecimento da função planejamento em todas as suas vertentes. “Nós entendemos que o fortalecimento do processo de planejamento dá efetividade a ação pública. A ação de governo é uma ação planejada e a política pública que se transforma em ações, em metas ela precisa ser planejada e o nós queremos é mobilizar essa rede para que haja o envolvimento e o sentimento de pertencimento de todos”, explica.

Durante o evento, o economista e Doutor em Ciência Política pela Universidade de Brasília (UNB), Jackson de Toni, realizou uma apresentação intitulada O Planejamento do Atual Cenário Brasileiro. Toni abordou, dentre outros pontos, a trajetória recente do planejamento público; o PPA, seus problemas e desafios; O Estado, planejamento e capacidade de governo; os novos paradigmas para o planejamento; o problema da metodologia e o tema da avaliação de políticas. Segundo ele “um governo que não planeja e não avalia está fadado a repetir erros e reinventar a roda a custo de muito recurso público”.    






Fonte: Ascom Seplan

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.